Empresas digitalmente maduras se destacam em 6 pontos; veja quais são

por Equipe Alstra
Alstra-Empresas digitalmente maduras se destacam em 6 pontos; veja quais são

Empresas mais amadurecidas digitalmente estão inovando mais e de maneira diferente, de acordo com o relatório de negócios digitais da MIT Sloan Management Review e da Deloitte. Entre os impulsionadores dessa inovação estão, externamente à empresa, o pertencimento a um ecossistema digital e, internamente, uma equipe multidisciplinar.

Resultados

O estudo mostrou as diferenças entre os três tipos de empresas. Confira as principais descobertas:

  1. Quanto mais madura, mais inovadora
    A inovação é considerada uma força da organização para 81% das empresas digitalmente maduras e para 10% das empresas em estágio inicial. Outra característica encontrada nas empresas em estágio mais maduro digitalmente é que a inovação está em todos os setores, e não apenas nos departamentos de pesquisa e desenvolvimento ou nos laboratórios.
  2. Liberdade para inovar
    Quando questionados sobre oportunidades para experimentar e inovar, os funcionários de organizações com maturidade digital disseram ter mais liberdade para isso, não importando o cargo que ocupam. Segundo a pesquisa, empresas em fase de amadurecimento têm cinco vezes mais colaboradores que dizem ter recursos suficientes para inovar à disposição do que as empresas em fase inicial de digitalização.
  3. Colaboração
    O estudo também mostrou que as empresas mais maduras digitalmente estão mais dispostas a fazer parte de uma rede colaborativa, um ecossistema digital que ajuda a manter a inovação. Enquanto 80% dos entrevistados de empresas maduras concordam com a afirmação “minha organização cultiva parcerias com outras organizações para facilitar a inovação digital”, apenas 33% dos colaboradores das iniciantes concordam com essa frase. As empresas maduras também são duas vezes mais propensas a cultivar parcerias, em comparação com as companhias em estágio inicial de digitalização.
  4. Autonomia
    Outra característica que diferencia as empresas mais maduras na evolução digital, segundo a pesquisa, é a autonomia das equipes multifuncionais. Enquanto 69% dos entrevistados de empresas maduras concordam que “líderes da equipe multifuncional na minha organização têm considerável autonomia em relação à realização dos objetivos do time”, apenas 38% das empresas iniciantes acreditam nisso.

    Quando o questionamento é sobre a avaliação do desempenho, 54% dos entrevistados das empresas com maturidade digital dizem que “a organização avalia o desempenho das equipes multifuncionais como uma unidade, em vez de avaliar apenas as performances individuais”. Mas só 20% dos colaboradores das companhias em fase inicial e 33% dos que trabalham em empresas em fase de desenvolvimento concordaram com a frase.
    Um líder sênior que cria um ambiente onde o time multifuncional pode ter sucesso é realidade para apenas 29% dos funcionários de empresas iniciantes, ante 48% dos colaboradores das empresas em desenvolvimento e 73% dos que trabalham em empresas maduras.
  5. Melhor governança
    A agilidade e a inovação presentes nas empresas digitalmente mais maduras exigem que elas tenham uma melhor governança também. Embora essas empresas estejam mais propensas a discutir as questões éticas, a percepção de que a empresa está abordando suficientemente as implicações sociais e éticas dos negócios digitais é relativamente baixa em todos os níveis de maturidade. Apenas 35% de todos os entrevistados acreditam que esse debate tem sido suficiente. Entre as maduras, o índice é de 57%, pouco mais que a metade dos funcionários.
  6. Futuro
    Outra diferença clara entre as empresas de diferentes níveis de maturidade está na percepção do futuro. Os colaboradores de empresas que estão amadurecendo digitalmente responderam que a empresa tem o poder de se adaptar às mudanças provocadas pela ruptura digital e expandir suas capacidades, enquanto os das empresas em estágio inicial veem a ruptura como resultado das forças de mercado e que não podem controlar.

Metodologia

A pesquisa, intitulada Acelerando a Inovação Digital por Dentro e por Fora, ouviu mais de 4.800 gerentes, executivos e analistas, além de realizar 14 entrevistas com executivos e formadores de opinião. Foram entrevistados profissionais de 125 países em 28 indústrias, colaboradores de empresas em diferentes estágios da transformação digital: iniciantes, em desenvolvimento e maduras.

Para determinar a qual estágio a empresa pertencia, foi solicitado que o entrevistado desse uma nota de um a dez para sua empresa em comparação a “uma organização ideal transformada pelas tecnologias e capacidades digitais que melhoraram processos, engajaram talentos pela organização e criaram um novo modelo de negócios baseado em geração de valores”.

POST RELACIONADOS