Perspectivas 2019: os destaques do mundo da tecnologia que estão por vir

por Equipe Alstra
Alstra-perspectivas-2019-os-destaques-do-mundo-da-tecnologia-que-estao-por-vir-16

As tecnologias têm transformado a maneira como os seres humanos se relacionam. A perspectiva é ter um mundo cada vez mais conectado e com soluções acessíveis para um grande número de pessoas. Hiperconectividade, cidades inteligentes, casas automatizadas e soluções diferenciadas de pagamento são algumas das realidades cada vez mais próximas dos cidadãos comuns. É no início do ano que muitas empresas apresentam suas apostas para o futuro próximo em eventos de alcance internacional.

Um dos primeiros espaços de discussão das tendências de 2019 é a CES, que acontece entre 8 e 11 de janeiro, em Las Vegas, nos Estados Unidos, e se autointitula o maior e mais influente evento de tecnologia do mundo. São mais de 4.500 expositores para um público que deve superar os 180 mil visitantes, além de 1.200 startups de 50 diferentes países. Com lançamento de cerca de 20 mil produtos, as conversas no evento giram em torno de temas como tecnologia 5G, inteligência artificial, realidade virtual e aumentada, robótica e cidades inteligentes.

Este ano, entre as novidades, está um espaço voltado especialmente para Soluções Empresariais. A realidade dos pontos de venda, por exemplo, é uma das que passou por grandes alterações nos últimos anos. Quem diria, há 50 anos, quando foi lançado o primeiro cartão de crédito no Brasil, que haveria tantas opções de pagamento dentro das lojas e até remotamente? Na área da CES dedicada ao mundo corporativo estarão expositores com inovações em análise, consultoria, integração, segurança cibernética, comércio eletrônico e pagamento móvel.

Outra área nova é a voltada para o mercado de Resiliência, categoria com novidades tecnológicas que ajudam as cidades a se prepararem e responderem aos desafios trazidos pelo crescimento das populações urbanas. O espaço terá expositores com inovações que mantêm o mundo mais saudável, seguro, energizado e alimentado.

Também em janeiro, entre 13 e 15, acontece, em Nova York, a NRF Retail’s Big Show, que traz as novidades do varejo. A expectativa é receber 37 mil visitantes de 99 países para conhecer as novidades de mais de 700 expositores. Entre os temas abordados nas mais de 300 apresentações estão, por exemplo, como a tecnologia e as mulheres mudaram nosso jeito de comprar. O evento também vai abordar a importância da inteligência artificial no varejo, já que, até 2021, 75% dos varejistas estarão usando essa tecnologia de alguma maneira, seja em marketing, gestão de demanda, inteligência do consumir ou cadeia de suprimentos.

Além dos dois congressos nos Estados Unidos, acontece na Europa outro evento de destaque. Rebatizado de MWC Barcelona (antes Mobile World Congress), já preocupado com uma certa obsolescência do termo mobile, o evento realizado entre 25 e 28 de fevereiro tem como tema conectividade inteligente. As principais discussões e novidades do evento devem girar em torno da hiperconectividade, derivada da internet 5G e da internet das coisas, e da inteligência, trazida pelo big data e pela inteligência artificial, e sobre como essas novidades tecnológicas vão moldar a comunicação mundial no futuro próximo. A expectativa de público é de 107 mil profissionais de 200 países, além da participação de 2.400 empresas.

O primeiro bimestre de 2019 começa cheio de novidades e os grandes eventos que apresentam as inovações devem confirmar que parte do futuro apresentado nos filmes de ficção científica já faz parte da nova realidade criada pelos avanços tecnológicos. No próximo mês traremos os principais destaques e temas apresentados nestes eventos para você.

Mas, como deu para perceber, o grande foco do ano parece ser a inteligência artificial e sua aplicação nos negócios. O grande desafio principal das empresas de ponta neste ano será a utilização do big data em conjunto com algoritmos complexos para simplificar problemas para seus clientes.

Qual o seu papel neste novo mundo? Ainda haverá espaço para consultores e executivos em grandes projetos? A resposta evidentemente é que sim. No entanto, é crítico que estes profissionais estejam a par das tendências e inovações tecnológicas que afetam e afetarão as relações de trabalho de agora para sempre.

POST RELACIONADOS